Guia completo para promover sua Loja Virtual com o Google AdWords

Você provavelmente já realizou uma pesquisa no Google e se deparou com alguns links em destaque no topo da página.

E também, em suas navegações por alguns blogs, acabou encontrando algum banner de anúncio.

Além de assistir ao seu vídeo favorito, acabou visualizando alguns anúncios antes ou até mesmo durante os vídeos.

E o que esses três tipos de anúncios tem em comum? O Google Adwords.

O grande alcance que essa poderosa ferramenta fará sua empresa aparecer no Google. Mas, algumas pessoas ainda desconhecem ou tem dúvidas sobre: o que é, como funciona ou como anunciar sua marca.

Por isso, explicaremos neste guia como utilizar essa plataforma para alavancar as vendas. Não deixe de conferir!

O que é o Google AdWords?

A estratégia de SEO + conteúdos relevantes é o recurso mais utilizado quando o assunto é escalar o negócio a longo prazo. Mas requer paciência para alcançar os resultados.

Portanto, se sua marca precisa de resultados imediatos, o mais indicado é optar pelo Google Adwords.

Basicamente, o AdWords é uma plataforma de anúncios criada pelo Google. Através do serviço, é possível criar e gerenciar campanhas publicitárias que são exibidas quando é realizada uma busca, seja pelo smartphone ou pelo computador.

Os anúncios são exibidos principalmente nos resultados de pesquisas e estão diretamente relacionadas às palavras-chave utilizadas.

O grande diferencial dessa ferramenta é a possibilidade das empresas se destacarem para um público muito segmentando.

O AdWords, somente em 2015, foi responsável por cerca de 90% da receita total que o Google gerou naquele ano. Esse faturamento deixa revela como as empresas entenderam a importância da presença na internet.

Segundo a plataforma, existem 5 principais formas de anunciar:

Rede de Pesquisa

São os anúncios que são exibidos nos resultados de busca do Google e também em sites parceiros. Os anúncios são exibidos em áreas de destaque dos resultados da pesquisa — normalmente são exibidas nos 4 primeiros resultados — e, ganham destaque nos últimos resultados quando a palavra-chave é de alta concorrência.

Além dos sites do Google (o Google Play e o Google Shoping), também fazem parte da Rede de Pesquisas grandes sites como UOL e também sites menores que possuam um sistema de busca interno, mas que façam parte do Google Adsense.

Esse formato é útil para os anunciantes, já que é exibido para os interessados que estão buscam de mais informações sobre o produto ou serviço de alguma empresa.

Além de segmentar o público, o anunciante só pagará quando acontecer o clique.

Rede Display

Esse tipo de campanha é composto por milhares de sites, blogs e portais de notícias que exibem os anúncios do AdWords. A rede também inclui aplicativos para os dispositivos móveis.

É possível exibir os anúncios em diversos formatos como: texto, rich media, gráfico e vídeo.

A Rede de diplay permite:

  • segmentar o público através de informações demográficas, palavras-chave e em quais sites serão exibidos;
  • criar vários tipos de anúncios: interativos, textos, banners e vídeos;
  • exibir os anúncios para os dispositivos móveis, onde o formato é mais específico.

YouTube Ads

Diariamente, centenas de milhares de usuários visitam o YouTube em busca de informações, entretenimento, dicas e soluções para os seus problemas. Afinal, o YouTube é o segundo maior buscador online.

Como o YouTube recebe um número absurdo de visitas todos os dias e os anunciantes podem segmentar o seu público-alvo através de idade, sexo, local, interesses, entre outros.

Além da segmentação específica do seu público, o anunciante tem a vantagem de só pagar pelo anúncio se acontecer alguma interação do usuário. Mas, um detalhe importante, é que a interação se dá quando o anúncio é exibido por completo.

Google Shopping

Se você possui um e-commerce com vários produtos o Google Shopping é mais uma alternativa de anúncio.

É possível criar campanhas que promovam os produtos da sua loja online, além de aumentar o tráfego que seu e-commerce e gerar ainda mais leads qualificados para o seu negócio.

Basicamente, os anúncios serão exibidos de acordo com o feed de produtos que foram enviados para o Google Merchant Center, com isso, será determinado em que momento e onde será anunciado.

Um detalhe é que o seu anúncio do Google Shopping poderá ser exibido ao mesmo tempo que o resultado da Rede de Pesquisa. Isso dará aos usuários mais informação sobre os produtos que sua marca está anunciando.

Aplicativos móveis

Esse formato de anúncio é específico para as empresas que possuem aplicativos e desejam aumentar o alcance do produto.

Após uma configuração rápida, o seu anúncio estará qualificado para ser exibido em toda a rede do Google, incluindo o YouTube, milhares de sites e aplicativos.

Como funciona e como usar?

Basicamente, o AdWords funciona como um leilão, onde os anunciantes oferecem dinheiro em troca de cliques. Mas, nem sempre o maior lance conseguirá mais cliques para os seus links.

O Google faz a combinação de vários fatores de qualidade para classificar e determinar se é ou não relevante para o usuário.

Era um leilão feito de maneira direta, que não considerava a relevância do conteúdo do anúncio para o usuário.

Mas o Índice de Qualidade do Google teve uma modificação profunda.

Essa métrica faz a combinação entre vários fatores para determinar a qualidade do que está sendo ofertado e se baseia no seu Ad Rank. Não se preocupe, que explicaremos o que significa esse termo.

O que é Ad Rank?

Basicamente, o Ad Rank é determinado de acordo com o seu lance máximo CPC (custo por clique) e o Índice de Qualidade.

Com isso, mesmo que o lance dos concorrentes seja o mais alto, não significa que eles teram destaque se o Índice de Qualidade for baixo.

Cada palavra-chave tem seu próprio Índice de Qualidade. Entretanto, até mesmo três palavra-chave dentro de um mesmo grupo de anúncios podem ter valores diferentes entre si.

 

Afinal, o que é Índice de Qualidade?

O Índice de Qualidade é uma avaliação feita pelo Google em que classifica de 1 a 10 o nível de importância.

Assim, o primeiro fator que o AdWords leva em consideração é o fator relevância.

A nota, junto com o valor do lance, determinarão qual será a posição do anúncio de acordo com a palavra-chave e a segmentação que foi definida.

Dependendo da popularidade de cada palavra-chave, você poderá ser o mais específico possível — isso envolverá a criação de anúncios individuais ou até mesmo, várias campanhas para cada palavra-chave —.

Com isso, o segundo fator considerado é a Taxa de Cliques CTR.

Taxa de Cliques (CTR)

A Taxa de Cliques é o resultado de quantas vezes seu anúncio teve cliques dividido pelo número de vezes que o seu anúncio foi exibido. O CTR é um dos fatores que mais tem força no seu Índice de Qualidade.

Por isso, acredita-se que quando um anúncio recebe muitos cliques perante os concorrentes, significa que é muito relevante para os usuários.

Esses fatores estão diretamente ligados a sua conta AdWords. Mas existe um outro fator que também é relevante para o seu anúncio, que é a sua landing page.

Landing Page (Página de destino)

A Landing Page precisa ser relevante a pesquisa feita pelo usuário. Com isso, se a busca por “bola de futebol” devem ser exibidos sobre o termo e, consequentemente, a sua Landing Page precisa ser direcionada ao que foi pesquisado.

A Landing Page precisa ser totalmente focada na experiência do usuário. Se por algum motivo a sua navegação for extremamente difícil ou se for pouco confiável, as pessoas simplesmente sairão imediatamente — influenciará no bounce rate do seu site —.

Isso pode ser negativo para sua avaliação junto ao Google. Já que a Landing Page é usado para finalizar alguma ação, como o de compra.

A experiência do usuário com sua Landing Page não afetará somente o seu Índice de Qualidade, mas também os custos de publicidade e a classificação dada ao anúncio.

Como criar uma conta e anunciar no AdWords

Entendidos como funciona essa completa e poderosa plataforma de anúncios, é chegado o momento de colocar à mão na massa. Vamos lá?

O primeiro passo que precisa ser dado é o de criar sua conta.

Criando sua conta no Google Adwords

Para começar é necessário que se acesse o link onde é realizado o cadastro, você pode se direcionar para a página do AdWords.

Em seguida clique em “Começar Agora”.

Insira o seu e-mail (de preferência usar uma conta do Gmail) e a URL do seu site que queira vincular ao AdWords.

Ao clicar em “continuar” o Google começará uma configuração guiada onde é necessário preencher alguns dados como o da empresa, primeira campanha e a forma de pagamento.

Feita a configuração básica, iniciaremos nossa primeira campanha no AdWords. Preparado? Vamos lá!

Anunciando no Google AdWords

Até o momento, abordamos o que é o AdWords e qual a sua importância para o seu negócio ter sucesso na internet.

Provavelmente você está convencido dos benefícios que a plataforma pode ter na aquisição de novos clientes para a sua empresa. Por isso, chegou o momento de criar o seu primeiro anúncio.

Antes de iniciarmos de fato a configuração do seu primeiro anúncio, é necessário entender como é a estrutura básica de um anúncio. De maneira simples, podemos dividi-la em quatro partes:

  • Título: é a primeira linha do seu anúncio, mas, seu preenchimento é feito em 2 linhas de até 30 caracteres que serão separadas pelo uso do hífen;
  • Caminho: é um endereço “fictício”,mais curto, onde aparecerá em verde no anúncio;
  • Descrição: um resumo do conteúdo do anúncio com tamanho máximo de 80 caracteres;
  • URL final: esse será o endereço real onde o usuário será direcionado após clicar no link.

Após ter entendido a estrutura básica de um anúncio, iremos para a configuração passo a passo da sua campanha.

1° Passo: crie e nomeie a sua campanha

Provavelmente você estará na página de criação dos anúncios e o primeiro passo a ser dado é o de criar e nomear a sua campanha.

Localize o botão em vermelho “+campanha” e selecione “Apenas rede de pesquisa”. Em seguida, identifique sua campanha.

Usaremos a Rede de Pesquisa como foco principal, por causa dos inúmeros benefícios citados anteriormente — com o grande interesse do usuário sobre o termo pesquisado anteriormente e o pagamento por desempenho —.

Além da nomeação, perceberá que existem vários tipos de campanha como: padrão, todo os recursos, instalação de aplicativos, entre outros. Escolha a opção que mais se adeque ao seu tipo de anúncio que foi planejado.

2° Passo: locais do anúncio

Esse passo servirá para segmentar o seu anúncio. Para acessá-lo, procure pela opção “pesquisa avançada”.

Na aba “pesquisa avançada” será possível definir em qual rede será exibido como “rede de pesquisa”, em quais dispositivos sua campanha focará, localização e idioma.

No entanto, se fizer sentido para sua campanha segmentar ainda mais o local que será exibido o seu anúncio, o Google AdWords permitirá que seja feita essa ação.

A plataforma dará uma média do alcance de quantos usuários estão realizando buscas na região em que você escolheu.

Esse tipo de opção é recomendada para os anunciantes que possuem negócios locais, como uma loja física.

3º Passo: defina seu orçamento e o valor dos lances

Chegou o momento em que começaremos a definir qual será o valor pago para cada clique que o seu anúncio conseguirá.

Como é o seu primeiro anúncio, selecione a opção de “CPC Manual” onde você definirá qual o CPC máximo. O “CPC Automático” dará ao Google o direito de usar o valor que ele achar mais adequado no momento da busca dos usuários.

Na opção “orçamento” defina o valor máximo por dia.

Para melhor entendimento, o orçamento diário é o que você está disposto a investir em único dia, enquanto o Google otimizará a exibição do anúncio de acordo com o valor do CPC mais o orçamento total daquele período.

Fique atento ao tempo total da campanha, já que se você “esquecê-lo” poderá gerar uma grande quantia a ser paga. Por isso, pause a campanha no momento que quiser.

4° Passo: coloque extensões no anúncio

Essa opção dará mais informações aos usuários que visualizarem o se anúncio. Dados como telefones, e-mails, locais e endereços de várias empresas — caso sua empresa tenha várias filiais —, deixará seu anúncio ainda mais completo.

Uma dica é de selecionar a opção “Sitelinks” onde você colocará outros sites que complementem ainda mais a sua estratégia onde poderá apresentar outras áreas do site além de outras Landing Pages.

Esses são os quatro básicos da estruturação do seu anúncio, mas, logo abaixo falaremos sobre como utilizar o Planejador de Palavras-chave.

 

 

Planejador de palavras-chave e SEMrush

Além dos fatores do Índice de Qualidade e do Ad Rank, você precisará escolher as melhores palavras-chave para incluir na sua campanha.

Utilizando o Planejador de palavras-chave do Google

O primeiro passo é ir para o Google Keyword Planner.

Nesse ponto você precisará se colocar no lugar do consumidor. Se você tivesse pesquisando sobre o produto da sua empresa, qual termo buscaria? Esse será o ponto inicial na busca do termo perfeito.

O planejador de palavras-chave do Google lhe ajudará com algumas ideias de quais termos escolher em sua campanha. Para isso, você deve preencher o local, algumas palavras-chave ou termo e um período médio. Pronto. Veja algumas sugestões.

Logo em seguida será exibido os resultados e você poderá observar alguns detalhes, como:

  • quantidade de buscas mensais: esse será o número aproximado de pesquisas que foram feitas pela aquela palavra-chave;
  • competição: é o quanto essa palavra-chave é disputada nos lances. Elas estão em três: alto, médio e baixo;
  • lance sugerido: é o valor médio que o Google sugere que você ofereça, provavelmente, para ranquear bem.

A dica é procurar por palavras-chave com uma grande quantidade de buscas mensais e uma baixa competição por ela. Isso significa que o termo é bastante buscado e que, ainda, não exista tantos conteúdo e anúncios para esses termos.

Aprimorando sua busca com o SEMrush

O Google Keyword Planner já é uma ferramenta bem completa, mas, sempre é possível utilziar outras ferramentas para melhorar o desempenho da sua busca.

SEMrush, por exemplo, pode ser esse completo para sua pesquisa. Com ela, será possível ver quais são os termos mais utilizados com base na palavra-chave.

Além de ter funções parecidas com o planejador de palavra-chave do Google, o SEMrush permite que você, literalmente, espione os seus concorrentes.

A ferramenta permite que você visualize quem e qual o valor que os concorrentes estão dando para os mesmos termos que está buscando.

Além de visualizar essas informações, o SEMrush permite que você exporte quais textos foram usados em campanhas passadas. Essa ação te dará uma ideia de quais termos mais tiveram resultados positivos e quais deram errado.

 

Como produzir e configurar um anúncio

A melhor forma de obter resultados com os seus anúncios é mostrar que realmente foi preparado para o consumidor que está visualizando.

A partir desse ponto, daremos algumas dicas de como produzir e configurar um anúncio que dê um bom retorno sobre o investimento (ROI).

Continue lendo para aprender a produzir o melhor anúncio para o seu negócio.

Título

O título será o primeiro contato que o cliente terá com a sua campanha e por isso deve ser o mais chamativo do seu anúncio. Logo abaixo, daremos algumas dicas de como criar o melhor título para a sua campanha.

O seu título precisa ter destaque de alguma maneira, utilizar a provocação, ser direto, solucionar os problemas da sua audiência, podem ser alguns pontos inciais para criação do seu título perfeito.

Descrição

Deve ser o mais direto possível, pois, é quase impossível colocar a descrição inteira do seu produto em apenas 80 caracteres.

Objetivo principal é atrair a atenção do consumidor para que ele se informe ainda mais no site.

Faça um breve resumo sobre a funcionalidade do produto, dos benefícios ou sobre a promoção daquele produto.

Extensões do anúncio

Sempre busque complementar o seu anúncio com informações auxiliares, como o telefone ou email para contato direto com a sua empresa.

URL de destino

Sempre deixar fácil a visualização da URL para o seu site.

Uma outra dica é deixar a URL o mais objetiva possível. URL muito longos podem geram desconfiança no consumidor, além de ser visualmente degradável.

Evite utilizar serviços de encurtamento de URL. Além de esconder seu link, também geram desconfianças, já que não é possível identificar se o link é realmente da sua empresa.

Usando o AdWords em Lojas Virtuais

Como abordamos ao longo de todo texto, o Google AdWords pode trazer inúmeras vantagens para que sua empresa atraia e realize mais vendas online.

Se você possui uma loja virtual te daremos dicas de como utilizar essa plataforma para anunciar seus produtos.

Rede de Display

Esse tipo de escolha fará com que o alcance do seu anúncio seja ainda maior, já que ele terá uma ampla visualização em centenas de blogs, portais de notícias e no YouTube, por exemplo.

Com a Rede Display, será possível segmentar o seu anúncio de acordo com o contexto dos vários parceiros do Google. Portanto, você direcionará o seu anúncio para sites e blogs que tenham o seu conteúdo consumido pelo seu público-alvo.

A flexibilidade dos formatos dos anúncios da Rede de Display fará com que sua mensagem seja absorvida de várias maneiras, como:

  • Imagens;
  • Vídeos;
  • Rich media: elementos gráficos que podem ter algum tipo de interatividade de acordo com as ações do usuário;
  • Texto.

Para que sua marca usufrua da Rede de Display, será necessário instalar um pixel de conversão do Google AdWords no seu site. Em seguida, com a configuração básica da sua conta vista anteriormente, você inciará sua campanha normalmente.

Rede de Pesquisa

A exibição do seu anúncio será feita somente nos resultados de busca do Google. Esse tipo de anúncio é mais conhecido como “links patrocinados”.

A Pesquisa Dinâmica é parecida com o anúncio comum, no entanto, o título será gerado automaticamente com a URL de destino e o nome do produto.

Isso dará vantagem de como se destacar no Google, já que ela será mais relevante e ofertará o produto assim que o consumidor buscar por palavras-chave relacionadas.

Nesse formato de anúncio existem três tipos de lances:

  • CPC (Custo por Clique): é recomendado com a prioridade da sua campanha é ter mais visitas em seu site;
  • CPA (Custo por Aquisição): essa opção permite que você escolha quanto quer investir para cada venda efetivada;
  • CPM (Custo por Mil Impressões): assim como o CPA, você decidirá qual o valor a ser investido, mas, a diferença é de que o valor será pago a cada mil impressões do seu anúncio.

O Google Adwords pode trazer vários benefícios para o seu negócio, podendo ser usado para aumentar as suas vendas, conversões em seu site ou até mesmo como ferramenta de brand para a sua marca. Essa ferramenta é utilizada para ações em que é necessários ter resultados mais rápidos, por isso deve ser investido em anúncios.

Gostou do nosso artigo e quer adquirir ainda mais em conhecimento? Se inscreva no nosso curso de como montar uma loja virtual e aparecer no Google e nas redes sociais

 

 

Comentários do Facebook

4 comentários

  1. Pingback: Como vender pela Internet: tudo o que você precisa saber - Passo a Passo Simples

  2. Pingback: 4 estratégias para divulgar a loja virtual do seu pet shop - Passo a Passo Simples

  3. Pingback: Aprenda como vender pelo PagSeguro em 7 passos - Passo a Passo Simples

  4. Pingback: Aprenda como vender produtos importados legalmente na internet! - Passo a Passo Simples

Deixe seu comentário